As melhores informações sobre o mercado imobiliário

Gestão financeira imobiliária: 10 dicas para ter a finanças em ordem

Sabia que a correta gestão financeira imobiliária pode ser a diferença entre o sucesso e o fracasso do seu negócio?

Em sua última pesquisa sobre mortalidade empresarial, o Sebrae informou que um dos maiores problemas das empresas que fecham as portas é a falta de planejamento e de gestão financeira.

A pandemia agravou esse problema em empresas pequenas. Elas sabem que precisam “enxugar” os custos, mas, nem sabem por onde começar.

Segundo o Sebrae, 19% das empresas fecham por falta de lucro e de capital, 8% admitem problemas administrativos.

Algumas imobiliárias pecam bastante na questão do planejamento, não tem nem mesmo um plano de negócios para prever os recursos necessários. 

Isso é um sério erro, pois a imobiliária que não consegue fazer uma previsão de custos, pode se endividar seriamente apenas pagando as contas recorrentes da empresa.

Se você ainda não tem um plano de negócios, nosso artigo 8 razões para criar seu plano de negócios para imobiliárias pode ajudar a criar um.

Entretanto, quando o assunto é gestão financeira imobiliária o acompanhamento deve ser constante.

Sabe por quê?

Por que analisando os números, é possível identificar como reduzir os custos em uma área para poder alocar recursos em outra área.

É o jeito mais prático de acompanhar as entradas, cortar o excesso de gastos, diminuir as dívidas e manter as contas em dia. Essa análise constante garante a saúde e a longevidade da empresa.

Pense, por exemplo, em uma construtora, como ela consegue investir tanto para construir um prédio, sendo que a maior parte de seus apartamentos serão vendidos apenas depois de prontos?

O segredo é uma boa gestão financeira imobiliária.

Essa gestão, não é privilégio de grandes empresas. Uma imobiliária de pequeno porte ou até um corretor autônomo também deve ter controle financeiros. A boa notícia é que não é tão complexo quanto parece.

Neste artigo vamos descomplicar alguns conceitos e sugerir algumas ações que você talvez ainda não esteja aplicando em sua imobiliária.

Gestão financeira imobiliária – descomplicando o conceito de fluxo de caixa

Fluxo de caixa nada mais é do que o movimento de entrada e saída de recursos de sua empresa.

Para exemplificar, imagine que você precisa lavar o carro, mas só tem um balde de água disponível para essa tarefa, quando o ideal seria no mínimo 2.

Recurso disponível – EntradaRecurso necessário – SaídaSaldo
1 balde2 baldes-1    tarefa incompleta

Como você sabe que só poderá contar com essa quantidade de água, provavelmente vai criar um plano para poder executar a tarefa com o recurso disponível. 

Você talvez se certifique que o balde não esteja furado e utilize recursos extras, como uma esponja macia, para se certificar em concluir sua tarefa com o recurso disponível.

Recurso disponível – EntradaRecurso necessário – SaídaSaldo
1 balde1 esponja macia + 1 balde0    tarefa completa

Se substituirmos os baldes por valores, o fluxo de caixa funciona basicamente da mesma forma. É o entendimento do que você tem disponível e o que precisará para cobrir as contas da empresa.

Ele serve para ajudar os empresários a planejar e tomar decisões sobre o gerenciamento dos recursos da empresa.

Agora que você entendeu todo o conceito por trás do fluxo de caixa, vamos colocar dicas aqui de como você poderá organizar a gestão financeira da sua imobiliária.

1 –  Alimente Constantemente Seu Fluxo De Caixas Com Informações

O seu fluxo só vai cumprir bem sua função se tiver todas as informações necessárias para tomar decisões. 

  • Faça um levantamento dos valores que você receberá e saiba quando poderá contar com os valores.
  • Anote as despesas fixas como: aluguel, internet, telefonia, salários de funcionários, tributos, água e luz.
  • Faça um levantamento dos custos variáveis como: taxas de manuseio de documentos, comissões, etc. 
  • Crie uma rotina para anotar os gastos diários menores como: café, produtos de limpeza, papelaria, etc.

A disciplina em manter tudo registrado é essencial para garantir uma visão geral e entender onde o dinheiro da empresa está sendo gasto.

2 – Controle As Datas De Vencimento

Se sua imobiliária recebe valores no dia 5 e tem contas vencendo no dia 1, não poderá contar com esse dinheiro para fazer o pagamento das contas. 

Ter o controle sobre as datas de recebimento e de pagamentos garante a saúde de seu fluxo de caixa.

Lembre-se que o pagamento de contas com atraso pode prejudicar a reputação da empresa. Além disso, o pagamento de juros e multas por atrasos é um gasto desnecessário.

Pequenos ajustes nos prazos podem resolver o problema. Você poderá conversar com alguns fornecedores para alterar a data de vencimento de alguns serviços ou estipular o recebimento de valores em datas diferentes para novos clientes.

3 – Separe Suas Contas Pessoais Da Empresa

Esse é um requisito unânime a todos os especialistas em gestão financeira: misturar as contas pessoais com as contas da empresa é a receita do desastre.

Para empresas pequenas, onde o dono da imobiliária faz tudo, isso não parece prático. No entanto, é a melhor forma de não perder o controle das finanças.

Uma boa sugestão é estipular um valor de pró-labore para os sócios. Isso ajuda a criar um teto de retiradas de valores e separa os gastos particulares, preservando a lucratividade da empresa.

4 – Capriche No Planejamento

A gestão financeira imobiliária necessita de dados precisos, tomada de decisões e planejamento das ações a serem tomadas.

Vamos exemplificar isso usando o mesmo exemplo da lavagem do carro, como mencionamos acima. Jogar toda a água no carro, ensaboar e só depois descobrir que não teria mais água seria um desastre. 

Percebe como o planejamento é a chave para o sucesso da sua gestão?

Para fazer um bom planejamento, crie cenários para cada mês à frente, colocando as futuras despesas e médias de custos variáveis e recebimentos.

Comprou parcelado um novo computador? Um cliente que pagava o aluguel mensalmente devolveu o imóvel? Certifique-se de colocar essas alterações nos meses à frente e se certificar qual impacto isso terá nas suas contas.

5 – Tome Decisões Rápidas

O planejamento ajuda a prever situações, mas a rápida tomada de decisões na resolução de problemas é a chave para uma boa gestão financeira imobiliária. Como assim?

Imagine uma situação:

O governo anunciou um aumento de impostos e isso vai impactar diretamente seu fluxo de caixa. Você poderá pensar em soluções para remediar este futuro déficit, como:

  • Poderá criar metas maiores para a equipe de vendas;
  • Criar metas de redução de custos ou
  • Captar recursos para investimentos que trarão economia para empresa a longo prazo.

Tomar uma decisão rápida e trabalhar em prol dela vai prevenir que suas contas fiquem no vermelho. É a prevenção de uma “doença” financeira que ajuda a manter sua imobiliária forte em tempos de crise.

O contrário também é real. Se perceber que vai sobrar dinheiro na sua empresa, não deixe o dinheiro parado. Planeje como poderá investir o dinheiro para aumentar a lucratividade da empresa.

6 – Análise Frequente De Gastos

Frequentemente é bom fazer uma análise de gastos e verificar as condições de mercado para saber se as contas podem ser reduzidas.

Negociar ou trocar de fornecedores para reduzir os custos com transporte, taxas bancárias, telefonia, internet e outros itens, podem ser boas estratégias para melhorar o fluxo de caixa.

7 –  Gerenciamento De Inadimplência

O gerenciamento financeiro depende dos recebimentos na data correta, por isso a inadimplência no pagamento de aluguéis é um problema real para as imobiliárias.

Alguns clientes podem pensar: “tudo bem atrasar um pouquinho”, mas em alguns casos isso vira um problema recorrente.

É bom que o cliente compreenda que precisa pagar em dia. Por isso criar um controle de recebimentos criando estratégias para lidar com clientes problemáticos é sempre uma boa tática de gerenciamento.

8 – Estude Mais Sobre Indicadores Financeiros

Este é um ponto mais avançado na gestão financeira imobiliária, mas é bastante útil.

São métricas de resultados que podem facilitar o gestor a enxergar os problemas financeiros da empresa. 

Essas métricas podem ser calculadas automaticamente com base nos dados que alimentam o fluxo de caixa e agilizam as análises da empresa.

Alguns indicadores básicos que todo o gestor deve conhecer são:

> Margens de lucro;

> Ponto de equilíbrio;

> Liquidez corrente;

> ROI, etc.

9 – Avalie Investimentos Com Cuidado

Toda empresa precisa de investimentos constantes para crescer, imobiliárias não são exceções.

Sempre haverá a necessidade de investir em marketing, treinamentos e soluções tecnológicas. Entretanto, nem todas as imobiliárias terão condições de investir em todas as áreas de uma vez só.

Decidir onde aplicar o dinheiro primeiro é uma estratégia muito importante para o bom aproveitamento dos recursos da empresa.

Por exemplo, seria uma boa tática uma empresa investir todos os seus recursos em captar clientes, mas sem ter a estrutura de um bom CRM para gerenciar o atendimento dessas pessoas?

Decidir a melhor hora de investir em cada área da empresa pode ser essencial para continuar vendendo e mantendo suas contas em dia.

10 – Utilize A Tecnologia Para Te Ajudar

Após ler esse artigo ficou preocupado em como dar conta de cuidar da sua gestão financeira imobiliária?

Não se preocupe, você não precisa criar planilhas no Excel. Há soluções tecnológicas sob medidas para todos os bolsos que podem ajudar bastante na organização e na análise de suas finanças.

Usar tecnologias para gestão financeira imobiliária economiza tempo, previne a falha humana e ajuda a reduzir o custo operacional.

O que há de mais novo em tecnologia na área de gestão são os sistemas BI – Business Intelligence. Eles coletam dados dos diversos sistemas da empresa e criam análises, previsões e sugerem melhorias.

Trabalhando com um CRM que tenha integração com outros sistemas de Gestão Financeira você poderá ter ainda mais facilidade na alimentação dos dados. 

O Sigavi 360 disponibiliza uma seção de secretaria de vendas que permite acompanhar as aprovações de propostas de vendas e calcular os valores para o pagamento de comissões de corretores.

A secretária de vendas do Sigavi 360 disponibiliza informações que vão te ajudar a alimentar seu sistema de gestão financeira de forma rápida e com informações precisas.

Por isso que você precisa conhecer o Sigavi 360, consulte a equipe técnica e se informe sobre a integração com sistemas de Gestão Financeira.

Que tal solicitar uma avaliação gratuita? Basta clicar aqui.

Como mencionamos no artigo, não é tão difícil começar a organizar as suas finanças. Vale a pena o esforço, pois, ter uma boa estrutura de gestão financeira garante a ‘saúde’ da empresa mesmo em tempos de crise.

Para mais informações, leia também o artigo: Gestão imobiliária: evite gargalos e alcance o topo.

Lista exclusiva

para corretores e imobiliárias que querem mais RESULTADOS

Faça parte da nossa lista exclusiva e receba as melhores estratégias para alavancar seus negócios. Informe seus dados para receber:

× Como podemos te ajudar?