As melhores informações sobre o mercado imobiliário

vender imoveis na planta

Corretor conectado: 15 dicas infalíveis para vender imóveis na planta

Vender imóveis na planta é uma das habilidades que um bom corretor de imóveis precisa dominar. Oferecer também este tipo de imóvel pode aumentar sua carteira de clientes. E, assim, te ajudar a deslanchar na carreira de corretor.

Além disso, como mostra o portal Metrópole, é uma tendência que se construa cada vez mais condomínios verticais. Isso porque eles aliam economia e conforto em seus projetos.

Só em São Paulo, nos últimos 12 meses, o crescimento foi de 12,7% na venda de imóveis. Os apartamentos estiveram em destaque neste quesito, e a Vila Clementino, por exemplo, acabou se mostrando uma das áreas mais envolvidas nas novas transações.

Contudo, a venda deste tipo de empreendimento pode ser difícil dependendo do nicho escolhido. Por isso, vamos ver 15 dicas para vender imóveis na planta.

Desafios de vender imóveis na planta

Antes de vermos as dicas, vale lembrar alguns percalços que podem dificultar sua vida como corretor conectado. Para facilitar fizemos uma lista:

  • O cliente tem dificuldade de criar vínculo com um produto que ele não teve contato físico.
  • Quanto maior o prazo de entrega, mais trabalhosa será a negociação.
  • Os atrasos da construtora, se não forem administrados, podem afetar sua reputação como corretor.

Mesmo assim, estamos apenas antevendo alguns cenários desfavoráveis. Mas, há sim muito o que pode ser feito para contornar isso e conquistar seus clientes. Vamos às dicas?

1) Apresente o imóvel de maneira clara

A primeira questão é como você explica ao cliente quais são os processos envolvidos na compra. Nem todo mundo sabe como funciona a venda de imóveis na planta.

Por isso, você precisará educar o comprador. Mostre a ele a diferença de comprar uma casa usada, uma nova já pronta e outra na planta. E procure esclarecer todas as suas dúvidas.

2) Explique os prazos envolvidos

Um ponto muito importante ao vender imóveis na planta é o prazo entre a assinatura do contrato até a entrega das chaves..

Neste momento, os achismos precisam ser deixados de lado. Por isso, conhecer o projeto e os trâmites é o melhor para passar confiança e autoridade no contato com o cliente.

Ser transparente quanto a esse assunto vai evitar possíveis desgastes posteriormente. E se tiver dificuldades nessa interação, confira nossa postagem no Instagram.

3) Mostre a economia envolvida

Quem é do mercado imobiliário digital sabe que os custos diminuem bastante quando se compra um imóvel na planta. E este é um ótimo argumento a usar com seu cliente.

Outra vantagem é que o comprador pode economizar parcelando o valor de entrada, como nos mostra o Uol economia. Se esta for a política da construtora, você pode usá-la à favor da sua venda.

4) Use a valorização do imóvel como estratégia de venda

Comprar um imóvel na planta é dar um voto de confiança à construtora, contribuindo para que ela tenha uma redução nos riscos do empreendimento. 

Porém, este risco que o comprador assume se transforma em investimento, já que o imóvel tende a valorizar significativamente após a conclusão da obra.

Assim, com certeza, esse é um ponto que precisa ser destacado ao futuro proprietário como uma grande vantagem de se comprar um imóvel na planta.

5) Mostre a versão em 3D do projeto

Apesar da dificuldade em estabelecer uma relação com um imóvel que ainda não está pronto, o cliente terá uma melhor percepção sobre o produto final se você tiver uma apresentação em 3D.

O ideal é que ele tenha as metragens disponíveis e dimensões dos ambientes. Geralmente quando o arquiteto e o engenheiro terminam o projeto, eles possuem este tipo de material, o que pode te ajudar na apresentação.

6) Maquetes também ajudam o comprador a visualizar seu futuro lar

Já em relação à localização e os arredores, temos muitos condomínios que se tornam praticamente bairros novos em determinadas cidades. Ou seja, é impossível visualizar como o projeto será ao final da obra.

Neste caso, o melhor é apresentar maquetes que ajudam a entender como será a localização das ruas, praças, escolas e estabelecimentos próximos. Assim o futuro proprietário terá uma visão mais clara do projeto e conseguirá até se ver morando nele.

7) INVISTA EM Óculos de REALIDADE VIRTUAL

O site G1 explica que a realidade virtual é uma das tendências crescentes do mercado imobiliário digital. Com seu uso, o cliente pode explorar cada um dos cômodos que sua casa terá. E pode também simular tipos de cerâmica, cores de parede e disposição de móveis.

É claro que não está acessível ainda para todas imobiliárias e corretores, mas pode ser um ótimo investimento para quem trabalha com imóveis de luxo

8) USE Vídeos que vendem imóveis

Se você ainda não tem condições de ter um equipamento de realidade virtual ou de realidade aumentada, converse com a construtora para criar um vídeo de apresentação do empreendimento.

Nele, vale a pena colocar as vantagens de viver naquele local e, mais uma vez, o número de cômodos, dimensões e espaço disponível.

Ah! Se for colocar atores e atrizes no vídeo, preze pela diversidade para ter certeza que irá atrair a atenção de todo tipo de público.

9) Apresente os benefícios de COMPRAR UM imóvel NA PLANTA

Ainda no quesito conquistar o cliente, temos que destacar as vantagens dele adquirir um imóvel novo. Afinal, diferente de um usado, o qual pode ter demandas imediatas como reformas e pinturas, um imóvel totalmente novo oferece:

  • Um prazo muito maior para quitação da dívida (caso seja financiado);
  • Maior versatilidade ao pensar na decoração do espaço;
  • Fazer as compras para o imóvel com calma e planejamento;
  • Morar com o imovél 100% pronto (do chão ao teto).

10) Venda O IMÓVEL NA PLANTA como um projeto

Da mesma forma, sabemos que a maioria dos brasileiros é imediatista e tem dificuldades com planejamento no longo prazo.

Por isso, seu trabalho como corretor conectado também será de explicar que a compra do imóvel na planta é um projeto, no qual o cliente estará caminhando rumo à realização do seu sonho da casa própria. Ou seja, vale a pena!

Deixe isso bem claro. Os prazos de entrega podem chegar até três anos e muitos evitam esse tipo de compra justamente por isso.

11) COMPROMETA-SE COM seu cliente DURANTE a obra

Ele gostou do projeto mas está receoso em fechar? Explique que não há porque ter essa desconfiança, já que você fará um acompanhamento constante dos estágios da obra e o manterá informado.

Assim, entenda que a venda de um imóvel na planta é um vínculo que irá durar até que o cliente esteja devidamente instalado. E prepare-se para isso.

Afinal, esse ponto é muito relevante pois a falta de acompanhamento junto ao cliente pode gerar insatisfações e prejudicar sua reputação no mercado.

12) Quantos imóveis já foram vendidos?

Use todas as provas sociais que tiver para dar segurança ao comprador. No início, use como prova os clientes que já atendeu em outros projetos. 

Depois, comente sobre os clientes que tomaram a decisão de investir no presente projeto. O potencial comprador ficará mais propício a fechar o negócio com você ao saber que outros já fizeram o mesmo.

13) Tenha um IMÓVEL decorado para exposição

No escritório da construtora ou na imobiliária, vale a pena montar uma réplica em tamanho real devidamente decorada. Isso ajudará o visitante a ter alguma noção de como será sua casa.

14) Visite obras anteriores com estrutura semelhante

Se o imóvel a ser vendido é semelhante a algum empreendimento anterior da construtora, você pode levar seu cliente para visitar uma obra já pronta.

Desta forma, ele consegue visualizar como ficará sua casa e avaliar se a qualidade final é a que ele espera. Dados estatísticos podem ser usados a seu favor neste caso. Assim, sobre a obra em questão, compartilhe com ele:

  • Quanto tempo demorou para os imóveis serem entregues;
  • Qual o percentual de ocupação das residências
  • Mostre a ele os valores que os moradores pagam no condomínio;
  • Visite as instalações como piscina, academia e outros ambientes importantes.

15) Tenha um CRM para gerenciar seus contatos e novos clientes

Agora que você já sabe como ter uma boa argumentação e boas estratégias para vender imóveis na planta, precisa ter atenção à gestão do seu contato com o cliente.

Um corretor realmente conectado sabe que contatos não são mais feitos apenas pelos meios tradicionais. E que ter um funil de vendas bem definido e gerenciado é essencial para seu sucesso como corretor.

É exatamente nisso que um CRM Imobiliário pode ajudar, facilitando todo o processo.  Desde a captação do cliente até a entrega das chaves.

Mas qual CRM escolher?

Ao falar de CRM, não poderíamos deixar de indicar o Sigavi 360 para imobiliárias e o Sigavi Connect para corretores. Ambas são plataformas criadas para facilitar e potencializar a atuação de corretores e imobiliárias no mercado imobiliário digital.

Elas são muito mais que um CRM, pois proporcionam integração com redes sociais, sincronização com portais de imóveis, site profissional e outras funcionalidades.

E para testar o Sigavi 360 é muito simples. Dando um clique aqui você já se cadastra e começa seus 15 dias gratuitos de teste.

E se você for um corretor, o Sigavi Connect é a ferramenta ideal para você. Clique aqui para saber mais.

Lista exclusiva

para corretores e imobiliárias que querem mais RESULTADOS

Faça parte da nossa lista exclusiva e receba as melhores estratégias para alavancar seus negócios. Informe seus dados para receber:

Captcha obrigatório
× Como podemos te ajudar?